Fotos de Feijó, antes e depois

(Imagens: Acervo e Nielsen Macambira)

Rua Barão do Rio Branco, sentido antiga Delegacia de Polícia em direção ao antigo Aeroporto. No PASSADO: durante as obras de construção das galerias de esgoto e reforço no atijolamento, na administração do Prefeito da época, Sr. Aurélio Braga, e no PRESENTE: já pavimentada e agora contando também com estabelecimentos comerciais além das residências.


(Imagens: Acervo e Nielsen Macambira)

(Imagens: Acervo e Nielsen Macambira)

Se você precisava sair de Feijó na década de 1970, era complicado pois já havia a BR-364, mas era precária mesmo no período de verão amazônico, havia histórias penosas de quem passava sete ou oito dias pra chegar à capital do estado caso fosse surpreendido por chuvas, então a saída era torcer pra ver um avião desses no aeroporto. De propriedade do Exército, eles traziam mantimentos e materiais para as escolas e medicamentos para o hospital, não cobravam passagens aéreas e levavam ribeirinhos doentes e demais pessoas da cidade que agendavam com antecedência a viagem para Rio Branco. ONTEM: pista de pouso do aeroporto, HOJE: portal do Parque Buritizal.


(Imagens: Acervo e Nielsen Macambira)

(Imagens: Acervo e Nielsen Macambira)

Uma visão de quem saía do bairro Aristides em direção ao Centro da cidade. Muitas mudanças, o casarão de dois pisos azul com janelões marrons em madeira tinha cobertura de telha, não vivi essa época mas algumas construções me parecem muito bonitas, deveriam ter sido preservadas, muitos desses casarões em Tarauacá, Cruzeiro do Sul e, principalmente, Rio Branco, foram restaurados. Mais uma vez nossa única conexão entre o passado e o presente é a torre do sino na Igreja Matriz, absolutamente todo o resto mudou.


(Imagens: Acervo e Nielsen Macambira)

(Imagens: Acervo e Nielsen Macambira)

Aqui vai a esquina da Avenida Epaminondas Martins com a Travessa Floriano Peixoto, no Centro da cidade, ou simplesmente “a esquina da igreja do centro.” Pela primeira foto, podemos ver que no passado, onde hoje está situado o Joafran Hotel já houve um cinema.


(Imagens: Acervo e Nielsen Macambira)

(Imagens: Acervo e Nielsen Macambira)

Travessa Quintino Bocaiúva esquina com Avenida Epaminondas Martins, Centro de Feijó, ontem e hoje, como se vê, a travessa era só um caminho, um atalho, mas hoje tem residências. Maioria das fotos são do acervo pessoal do Sr. Jorge Braga e família.


(Imagens: Acervo e Nielsen Macambira)

(Imagens: Acervo e Nielsen Macambira)

Antes: aguardando o voo no aeroporto, Depois: prédio histórico abandonado no centro da cidade.


(Imagens: Acervo e Nielsen Macambira)

(Imagens: Acervo e Nielsen Macambira)

Avenida Epaminondas Martins no sentido da Igreja Matriz Nossa Senhora do Perpétuo Socorro em direção ao Bairro Aristides, ao lado da Praça 1º de Janeiro, já não podemos mais ver as três residências devido à vegetação atual.


(Imagens: Acervo e Nielsen Macambira)

(Imagens: Acervo e Nielsen Macambira)

Avenida Marechal Deodoro, Centro, sentido do setor comercial em direção à entrada da cidade.


(Imagens: Acervo e Nielsen Macambira)

(Imagens: Acervo e Nielsen Macambira)

Praça 1º de Janeiro e a primeira agência bancária de Feijó – o Banco da Amazônia S.A. (BASA). As menininhas correndo felizes na foto antiga são as queridas Silma Braga e Joceline Braga.


(Imagens: Acervo e Nielsen Macambira)

(Imagens: Acervo e Nielsen Macambira)

Prédio da primeira Câmara Municipal de nossa cidade, note que o que era só um arbusto em crescimento na foto da década de 1970, hoje já é uma árvore!


Agradecimento especial ao Nielsen Macambira pelo levantamento de informações e imagens.

Você pode gostar...